Mediação, Arbitragem e Litígio: Conheça os 3 Tipos Básicos de Resolução de Disputas. | Guilherme Tavares | Negociação, Vendas e Mediação | Uberlândia
Mediação, Arbitragem e Litígio: Conheça os 3 Tipos Básicos de Resolução de Disputas.

Mediação, Arbitragem e Litígio: Conheça os 3 Tipos Básicos de Resolução de Disputas.

Compartilhe esse post!

Entenda as diferenças entre os 3 tipos principais de resolução de conflitos, para poder escolher o mais adequado.

Quando se trata de resolução de disputas, existem muitas opções disponíveis para tratá-las. Compreensivelmente, as partes em discórdia freqüentemente se encontram confusas sobre qual processo aplicar em sua situação. Este artigo oferece algumas orientações, adaptadas do capítulo de Frank E. A. Sander e Lukasz Rozdeiczer sobre o tema no The Handbook of Dispute Resolution (Jossey-Bass, 2005).

Suponha que as partes e seus advogados tenham esgotado suas tentativas de negociar uma resolução. Eles estão prontos e dispostos a buscar ajuda externa para acabar com a disputa, mas não sabem exatamente para onde ir.

Veja uma análise dos três tipos básicos de resolução de disputas a serem considerados:

1. Mediação

O objetivo da mediação é que um terceiro, neutro, ajude as partes em disputa a chegarem a um consenso por conta própria.

Em vez de impor uma solução, um mediador profissional trabalha com os lados em conflito para explorar os interesses subjacentes às suas posições.

A mediação pode ser eficaz ao permitir que as partes desabafem seus sentimentos e explorem completamente suas queixas.

Trabalhando com as partes em conjunto e, às vezes, separadamente, os mediadores podem tentar ajudá-los a elaborar uma solução em conjunto e de forma colaborativa, que seja sustentável, voluntária e não impositiva.

2. Arbitragem

Na arbitragem, uma terceira parte neutra serve como um juiz que é responsável por resolver a disputa.

O árbitro ouve como cada lado, discute seu caso, apresenta evidência relevante, e então toma uma decisão vinculante.

Os litigantes podem negociar virtualmente qualquer aspecto do processo de arbitragem, incluindo se os advogados estarão presentes no momento e quais padrões de evidência serão usados.

Os árbitros dão decisões que são geralmente confidenciais e que não podem ser apeladas.

Assim como a mediação, a arbitragem tende a ser muito menos dispendiosa do que o litígio.

3. Litígio

O tipo mais comum de resolução de conflitos, litígios civis tipicamente envolvem um réu que enfrenta um autor antes de um juiz ou um juiz e júri.

O juiz ou o júri é responsável por pesar as provas e tomar uma decisão. As informações transmitidas em audiências e julgamentos geralmente entram e permanecem no registro público.

Os advogados geralmente dominam o assunto inerente àquele litígio, que geralmente termina em um acordo durante o período pré-processual, de descoberta e preparação.

O que você acha desses métodos de resolução de disputas? Você já usou algum deles antes? Comente sua opinião abaixo?

Quer negociar melhor, influenciar e agregar valor ao seu produto no Agro? Baixe agora o Ebook gratuito: 4 Formas de Influenciar no Agronegócio | Como aplicar a Metodologia Harvard e a Neurociência em suas negociações

Por Guilherme Tavares, traduzido e adaptado de

Author (Autor): PON STAFF

Article title (Título do Artigo): “What are the Three Basic Types of Dispute Resolution? What to Know About Mediation, Arbitration and Litigation”

Website title (Site): PON – Program on Negotiation at Harvard Law School

https://www.pon.harvard.edu/daily/dispute-resolution/what-are-the-three-basic-types-of-dispute-resolution-what-to-know-about-mediation-arbitration-and-litigation/?utm_source=WhatCountsEmail&utm_medium=daily&utm_date=2019-01-15-13-30-00&mqsc=E4021955

Publication date: January 15th, 2019

Compartilhe esse post!

Deixe uma resposta

shares
pt_BRPortuguese
en_USEnglish pt_BRPortuguese