Como se Tornar um melhor Líder na Negociação

Como se Tornar um melhor Líder na Negociação

Compartilhe esse post!

O que um dos mais importantes conquistadores da história, e outros grandes personagens, tem a nos ensinar sobre liderança?

No ano de 47 aC, após sua conquista da Gália (atual França e Bélgica) e sua vitória em uma guerra civil sobre Pompeu, o Grande, Júlio César retornou a Roma e logo descobriu que muitas de suas mais experientes equipes (legiões) haviam se rebelado, exigindo o imediato acerto de salários atrasados, pagamento de bônus e demissões. As negociações foram lentas e as tropas de César começaram a saquear casas e fazendas ao sul da cidade. Apesar do incrível sucesso de César, parecia que seu destino e o de Roma estavam em jogo. Independentemente do que ele havia conseguido até aquele momento, esse motim trouxe consigo a incerteza de que tudo o que ele havia conquistado até ali, logo seria perdido.

Depois de vários meses de propostas e negociações paralisadas, sabendo que ele precisava desses homens para segui-lo para a guerra no Norte da África, César visitou pessoalmente seu acampamento, e no que se tornou um discurso lendário, ele não apenas recuperou sua lealdade, como fez um discurso tão emocionante que os homens das legiões imploraram por perdão, e depois o seguiram para a vitória na África.

O que fez de César um grande líder? O que fez suas tropas quererem segui-lo para a batalha? Quando pensamos em grandes líderes, é fácil cometer o erro de assumir que eles já nascem gênios, conquistam tudo sozinhos ou possuem algum dom natural.

Entretanto, é compreensível por que tantas pessoas se apoiam nessa suposição – isso as deixa em uma posição de conforto. É muito mais fácil olhar para pessoas como Steve Jobs e dizer a nós mesmos que eles são unicórnios mágicos com um poder que nunca entenderemos, porque isso nos absolve da esperança e responsabilidade que vem da crença de que nós também podemos igualmente sermos grandes líderes. A verdade é que as pessoas não nascem com habilidades de liderança excepcionais. As qualidades de liderança são como um músculo, que precisa ser fortalecido. Todos nós temos o potencial de ativar essas habilidades, mas muitas pessoas preferem não fazê-lo.

Se você tirou um tempo do seu dia para ler isso, é porque há algo em você que sabe que você pode ser melhor a cada dia. Você quer aprender como se tornar um bom líder. Você é um empreendedor e há uma pequena voz dentro de você, encorajando-o a sonhar um pouco mais, a esperar um pouco mais e ver o que acontece. E dê graças a Deus por essa voz, porque ela está certa.

A capacidade de aprender como ser um bom líder, está ao seu alcance. É simplesmente uma questão de aprender quais habilidades e qualidades tornam um bom líder e como aplicá-las à sua própria vida.

Então, vamos explorar essas ideias agora para que você possa começar seu caminho para uma grande liderança a partir hoje.

MAESTRIA EM CONSTRUIR RELACIONAMENTOS

O que foi que Júlio César disse para trazer um exército à beira de uma rebelião em grande escala, de volta ao seu lado e implorar por seu perdão?

Ele participou de uma campanha com esses soldados em toda a Europa por mais de 10 anos, e durante esse tempo teve grande cuidado em conhecer muitos deles pessoalmente. César tinha uma compreensão íntima do que seus soldados valorizavam e o que os inspiraria para auxiliá-lo a alcançar sua visão. Agindo sobre esse conhecimento, ele apelou para a única coisa que os Romanos tinha em abundância: orgulho.

Suas legiões pediam por dispensa, processo pelo qual os soldados são devolvidos ao mundo civil. E assim, quando César estava diante de cada um deles, ele se referiu a suas equipes como quirites – cidadãos – e não como soldados, deixando-os tão envergonhados por sua atitude de revolta, que o motim terminou quase que imediatamente.

Então, qual é a definição de um bom líder? É aquele que tem sua autoridade definida, em grande parte, pela qualidade de seus relacionamentos: seus relacionamentos com sua família, amigos e outras pessoas importantes, seus relacionamentos profissionais e seu relacionamento consigo mesmo.

Relacionamentos são tão essenciais para nós como seres humanos, porque são essas conexões que fazemos uns com os outros que nos permitem libertar-nos das limitações que acreditamos ter, e perseguir nossos objetivos. E não me refiro ao tipo de networking que você pode fazer ao conversar com alguém em um happy hour de sua empresa. Estamos falando de conexões pessoais profundas, nas quais você realmente conhece alguém e suas necessidades fundamentais – necessidades que, como líder, você pode utilizar para inspirar uma mudança positiva e duradoura nessa pessoa.

Para fazer essas conexões, precisamos pensar além da simples habilidade de construir rapport para atender a necessidades momentâneas, nossas e dos outros. Ao invés disso, devemos nos concentrar em realmente entender e conhecer a história das pessoas com quem convivemos, para que possamos melhor atendê-las.

MAESTRIA NA GESTÃO DO TEMPO

Em um esforço para trazer o então presidente da Pepsi-Cola, John Sculley, para a Apple, Steve Jobs perguntou: “Você quer passar o resto da sua vida vendendo água açucarada, ou você quer mudar o mundo?” Jobs tinha uma visão inspiradora e convincente, que após alguns anos se concretizou. Como ele conseguiu isso? O que fez dele um líder tão grande que ele conseguiu transformar a Apple em uma das empresas de tecnologia de maior sucesso no mundo, ao mesmo tempo em que transformou seus clientes e funcionários em fãs entusiasmados da marca?

Um dos talentos mais espetaculares de Steve Jobs foi sua capacidade de se concentrar em uma visão clara sobre cada próximo produto da Apple. Ele tinha uma visão estruturada do que queria, e usava grandes habilidades de liderança para atingir seus objetivos. Ao orientar sua equipe a se concentrar no desenvolvimento de produtos como o iMac, o iPod e o iPhone – produtos que dominavam seus mercados – ele conseguiu levar a Apple a um caminho de sucesso que não teria sido possível sem o foco claro de Jobs desde o início.

Um dos nossos maiores ativos é o tempo. Não é segredo que no mundo digital de hoje, que está muito saturado com coisas como mídias sociais, e-mails, mensagens de texto e uma avalanche de outras distrações, muitos de nós vemos o tempo passar depressa. Mas não deixe a suposição de que o tempo é escasso, impedir você de assumir o controle desse tempo.

Um bom líder sabe maximizar seu tempo, concentrando sua atenção nos resultados que mais importam para eles. E o domínio do tempo se estende além do aprendizado para maximizar seu próprio tempo: consiste em saber ensinar e orientar os outros a fazer o mesmo, porque é isso que realmente é uma liderança eficaz – ajudar a si mesmo e aos outros a superar a desordem e se concentrar nos resultados certos, que levam diretamente para os objetivos mais relevantes e mais valorizados.

ENXERGANDO CERTEZA EM TEMPOS INCERTOS

Muitas vezes, quanto maior nosso objetivo, mais obscuro é o caminho para alcançá-lo. É por isso que uma das qualidades principais que separa os melhores líderes é a capacidade de cultivar a certeza entre sua equipe, mesmo nos momentos mais incertos.

Jeff Bezos, o fundador da Amazon, é um ótimo exemplo disso. Depois de ter conquistado grande encontrar sucesso financeiro trabalhando para o Bankers Trust e, em seguida, D.E. Shaw, um fundo de hedge, Bezos assumiu um risco calculado ao deixar seu emprego para começar a Amazon de sua garagem. Apesar dos sucessos iniciais da empresa, no entanto, tornou-se evidente que a Amazon iria sucumbir, juntamente com o resto da indústria de tecnologia, quando a chamada “bolha da internet” de 2000-2001 estourou.

Como Jeff Bezos superou esse grande obstáculo e transformou a Amazon na enorme força que é hoje? Ele cultivou a certeza – em si mesmo e em sua equipe. Ele acreditava plenamente na visão que tinha em mente, e foi capaz de usar essa crença para criar certeza também entre seus acionistas. Sua confiança no futuro da empresa traduziu-se em uma persuasão inspiradora que criou um efeito cascata de certeza ao seu redor, iluminando o caminho para o futuro, mesmo em meio a uma situação aparentemente sombria e sem esperança.

Nenhuma conquista que valha a pena virá sem pelo menos um pouco de incerteza. Depois de aprender a lidar com essa incerteza e transformá-la em crença e confiança para sua visão, não há nada que você não possa realizar.

PROPÓSITO CLARO

Maestria na construção de seus relacionamentos, gestão do tempo e da incerteza são essenciais para ser um bom líder, mas todas essas serão habilidades banais se você não tiver um propósito claro de vida por trás do que está fazendo.

Se alguém lhe perguntar o que você faz da vida, o que você diz a eles? Você chama isso de trabalho, ou você chama isso de missão? Você responde com orgulho ou se sente envergonhado por não estar fazendo algo com o que mais se importa?

Se é trabalho, então provavelmente está diminuindo mais de você do que acrescentando. Mas se é uma missão, bem, esse é o elixir psicológico e espiritual do qual a vida é feita. É o supra sumo que o manterá firme diante das dificuldades, permitindo que você estimule os membros de sua equipe quando enfrentarem desafios e impedindo que qualquer um ou qualquer coisa, obstrua sua visão de seus objetivos finais. O propósito é a força vital dos grandes líderes e é essencial para realizar sua visão.

PONTO DE VISTA OBJETIVO

Ao aprender a ser um bom líder, você precisa ter uma visão. Mas a visão não é tudo sobre o futuro.

Você tem que ser capaz de ver as coisas como elas estão atualmente, antes de poder avançar de qualquer maneira real. Líderes com uma visão clara têm um entendimento aguçado não apenas do que eles querem que o futuro pareça, mas também do que o presente parece.

Dito isto, lembre-se de ver as coisas como elas são, mas não piores do que são. Muitas pessoas caem na armadilha paralisante de pensar que suas circunstâncias são terríveis demais. Culturalmente, temos o hábito de catastrofizar nossas situações e assumir que as coisas são mais sombrias do que na realidade são.

Essa linha de pensamento impedirá que você veja um futuro melhor, que é a última habilidade de liderança que você deve dominar para alcançar a excelência. Uma vez que seja capaz de ver as coisas como elas são, você precisa também ser capaz de vê-las ainda melhor do que estão atualmente, para que tenha algum estímulo em que se mover.

Se você não tem uma visão convincente do futuro, estará preso no presente. Com uma visão clara e focada sobre o amanhã, você tem o poder de elaborar estratégias e planos concretos para tornar esse futuro a sua realidade. Ao aperfeiçoar sua visão e estabelecer conexões profundas com as pessoas ao seu redor, você pode realmente se tornar um bom líder e realizar qualquer coisa.

Quer negociar melhor, influenciar e agregar valor ao seu produto no Agro? Baixe agora o Ebook gratuito: 4 Formas de Influenciar no Agronegócio | Como aplicar a Metodologia Harvard e a Neurociência em suas negociações

Por Guilherme Tavares, traduzido e adaptado de

Author (Autor): Unknown

Article title (Título do Artigo): “How to Be an Outstanding Leader”

Website title (Site): Tony Robbins

https://www.tonyrobbins.com/what-is-leadership/how-to-be-a-good-leader/

Publication date: Unknown

Compartilhe esse post!

Deixe uma resposta

shares
pt_BRPortuguese
en_USEnglish pt_BRPortuguese